NOTÍCIAS

  • Voltar a página anterior
  • Reduzir tamanho da fonte
  • Resetar tamanho da fonte
  • Ampliar tamanho da fonte
  • Imprimir esta página

Cooperativas gaúchas avaliaram os estudos para o enquadramento pela agencia nacional

12/01/2018



Visando à preparação para o enquadramento como permissionárias de prestação de serviço público de distribuição de energia elétrica, pela agencia nacional do setor elétrico (Aneel), em atenção a legislação do setor elétrico, 04 (quatro) cooperativas gaúchas, dentre elas  a Coopernorte, de Viamão, a Certhil, de Três de Maio, a Coopersul, de Bagé e a Cerfox, de Fontoura Xavier, estiveram reunidas, no último dia 10, em Porto Alegre, na sede da Fecoergs, com a presença de seus 20 representantes dentre  presidentes e técnicos.
Nesta reunião, com a presença dos consultores engenheiros Diego e Iara, da empresa Consultar, foi apresentado o resultado dos estudos preliminares de cada cooperativa, no que diz respeito; a subvenção a ser recebida pela baixa densidade de carga, o valor da parcela B a ser proposta, a tabela com a estrutura tarifária a ser praticada e os comparativos tarifários com o das concessionárias supridoras.
Todos estes elementos servirão de base para que cada cooperativa estude e aperfeiçoe o pleito de parcela B (O&M) a ser proposto, que somada a parcela A (compra de energia) definida pela agência nacional, irá estabelecer os recursos necessários para a continuidade dos trabalhos, porém agora como agentes do setor elétrico e não mais como consumidores de uma concessionária.
Dentre os termos gerais foi alertado que as cooperativas estudem a mudança dos contratos de suprimento de energia e planejem muito bem a compra da energia, pois as multas são pesadas e não são reconhecidas pela Aneel, nos processos tarifários, assim como não serão reconhecidas perdas de energia acima do valor inicial definido, em 13,89%.
“As cooperativas devem, também, dar atenção especial a resolução 441/2010, da agência nacional de energia (Aneel) que trata dos direitos e deveres dos consumidores de energia.”
Mais uma vez foi enfatizado para as cooperativas realizarem visitas técnicas junto as coirmãs, já permissionárias, para verificarem, além da contratação e comercialização da energia, a contabilidade regulatória. (Fecoergs – 10/01)
 


Menu de notícias

  • Voltar a página anterior
  • Imprimir esta página
  • Voltar ao topo da página
  • ÚLTIMAS NOTÍCIAS
    Coprel entrega mais de 12 mil benefícios de Auxílio Pecúlio aos cooperados
    11/01/2019 - O programa Auxílio Pecúlio foi criado pela Coprel em 1999, e desde então é um dos principais ... Leia a matéria »

    Certel recebe da Apae o Troféu Empresa Solidária
    10/01/2019 - A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Teutônia entregou recentemente à Certel o Troféu ... Leia a matéria »

    O futuro da Coprel é debatido na Reunião do Conselho Consultivo
    17/12/2018 - Uma das ações que a Coprel Cooperativa de Energia e a Coprel Geração e Desenvolvimento buscam sempre reforçar é o elo ... Leia a matéria »

  • QUADRO ESTATÍSTICO
  • FILIADAS FECOERGS
  • ENTRE EM CONTATO